All for Joomla All for Webmasters

BATISMO

0
0
0
s2smodern

O Sacramento do Batismo 2016

Características Gerais
Após a inscrição, os pais e padrinhos participam de quatro momentos:
1. encontro de preparação do Batismo;
2. apresentação à comunidade na missa;
3. celebração do Batismo;
4. entrega da lembrança e contato posterior - por telefone, e-mail, visita – a fim de criar vínculos e inserir a família na comunidade.

Encontro de preparação de pais e padrinhos
· Meta: propor o Querigma e atrair para a vida em comunidade.
· Para quem: pais e padrinhos das crianças a serem batizadas.
· Com quem: casais/duplas (lideranças paroquiais; Pastoral Familiar; movimentos familiares).
· Como: de forma personalizada (1 a 4 famílias por grupo).
· Quando: dias antes do Batismo (mesmo que não seja possível a presença dos padrinhos).
· Onde: na casa da família ou em alguma sala da comunidade paroquial.
· Metodologia: Leitura Orante da Palavra de Deus, vídeo e diálogo,

Subsídios a serem utilizados
a) Vídeo sobre o Batismo.
b) Folder sobre o significado da celebração do Batismo.
c) Rito de apresentação da criança na comunidade.
d) Ritual do batismo.
e) Lembrança do Batismo.

Procedimentos para o Batismo

  1. Na secretaria
    Acolhida dos pais para a inscrição. Propor as datas de Batismo, preferencialmente após um mês da inscrição, para se poder fazer a preparação de pais e padrinhos e a apresentação à comunidade. Preencher a ficha de inscrição com os dados de acordo com a certidão de nascimento.
    Informar aos pais que receberão um telefonema dos catequistas para agendar a preparação e dar futuros encaminhamentos.
    A secretaria passa o contato dos pais para os catequistas.
    2. Telefonema dos catequistas
    O Catequista apresentam-se, por telefone, rapidamente, informa que o Batismo deverá ser preparado com a participação dos pais e preferencialmente com a dos padrinhos. Esta preparação pode ser na casa dos pais ou numa sala da paróquia, de acordo com a opção dos pais. Marcar dia, hora e local.
    3. Na casa ou na sala da paróquia
    Preparação de acordo com o itinerário proposto na formação.
    Agendar a apresentação da criança à comunidade e a data do Batismo
    4. Na comunidade- Igreja na Missa: apresentar a criança de acordo com o rito proposto 
    5. Na comunidade- Igreja: celebrar o Batismo
    6. Na casa dos pais ou em outro local previamente combinado, encontro dos catequistas para entregar a lembrança. 

Importante
·    A preparação, a apresentação e o Batismo não podem ser realizados no mesmo dia.
·    Deixar algum tempo para que a família comece a se aproximar da comunidade, introduzida pelo catequista.
·    A preparação e o acompanhamento da família dos batizandos devem ser da forma mais personalizada possível. 
·    A apresentação das crianças a serem batizadas podem ser em grupos maiores, por exemplo, reunindo todos os batizandos do próximo mês.
·    A celebração do Batismo também pode ser coletiva.
·    A entrega da lembrança, com o acompanhamento da família do batizado precisa propor proximidade e acolhida dos catequistas.
·    Cabe ao catequista confirmar na secretaria sobre o Batismo realizado para fins de registro.   

Observação
Uma boa sugestão para comunidades que costumam batizar muitas crianças por mês, é inscrevê-las e, no mês seguinte à inscrição, no terceiro final de semana fazer sua apresentação à comunidade e, no quarto final de semana, realizar a celebração do Batismo. 
O ideal, contudo, é multiplicar as celebrações de Batismo, reunindo poucas crianças, para melhor acolher cada família.

Procedimentos para o Batismo 2016

  1.  Na secretaria
    Acolhida dos pais para a inscrição. Propor as datas de Batismo, preferencialmente após um mês da inscrição, para se poder fazer a preparação de pais e padrinhos e a apresentação à comunidade. Preencher a ficha de inscrição com os dados de acordo com a certidão de nascimento.
    Informar aos pais que receberão um telefonema dos catequistas para agendar a preparação e dar futuros encaminhamentos.
    A secretaria passa o contato dos pais para os catequistas.
     
  2.  Telefonema dos catequistas
    O Catequista apresentam-se, por telefone, rapidamente, informa que o Batismo deverá ser preparado com a participação dos pais e preferencialmente com a dos padrinhos. Esta preparação pode ser na casa dos pais ou numa sala da paróquia, de acordo com a opção dos pais. Marcar dia, hora e local.
     
  3.  Na casa ou na sala da paróquia
    Preparação de acordo com o itinerário proposto na formação.
    Agendar a apresentação da criança à comunidade e a data do Batismo
     
  4.  Na comunidade- Igreja na Missa: apresentar a criança de acordo com o rito proposto 
     
  5.  Na comunidade- Igreja: celebrar o Batismo
     
  6.  Na casa dos paisou em outro local previamente combinado, encontro dos catequistas para entregar a lembrança. 

Importante
·    A preparação, a apresentação e o Batismo não podem ser realizados no mesmo dia.
·    Deixar algum tempo para que a família comece a se aproximar da comunidade, introduzida pelo catequista.
·    A preparação e o acompanhamento da família dos batizandos devem ser da forma mais personalizada possível. 
·    A apresentação das crianças a serem batizadas podem ser em grupos maiores, por exemplo, reunindo todos os batizandos do próximo mês.
·    A celebração do Batismo também pode ser coletiva.
·    A entrega da lembrança, com o acompanhamento da família do batizado precisa propor proximidade e acolhida dos catequistas.
·    Cabe ao catequista confirmar na secretaria sobre o Batismo realizado para fins de registro.   

Observação
Uma boa sugestão para comunidades que costumam batizar muitas crianças por mês, é inscrevê-las e, no mês seguinte à inscrição, no terceiro final de semana fazer sua apresentação à comunidade e, no quarto final de semana, realizar a celebração do Batismo. 
O ideal, contudo, é multiplicar as celebrações de Batismo, reunindo poucas crianças, para melhor acolher cada família.

Como fazer o Querigma 2016

Não é fácil ter clareza sobre o que é e como realizar o querigma. A primeira ponderação que devemos fazer é a de serem evitadas duas posturas: uma visão muito ampla e outra muito estreita.  A muito ampla consistiria em afirmar que toda pregação do Evangelho já é um primeiro anúncio, porque o Evangelho ressoa de maneira sempre nova, inclusive a vida do cristão e porque o caminho de fé consiste em um permanente recomeçar. Ora, isso seria esvaziar a especificidade do querigma. Uma visão estreita, pelo contrário, tenderia a limitar o “primeiro anúncio” à proclamação da fé, calorosa e breve, de tipo querigmático, com o objetivo de suscitar uma conversão imediata, sem duração, sem debate, sem múltiplas mediações. Nesse caso, o primeiro anúncio se reduz a um estilo de pregação direto tanto na praça pública como nas relações interpessoais. Na verdade, o querigma se entende ao “primeiro anúncio” dos elementos da fé cristã que, sob formas variáveis e em determinados contextos, torna possível os primeiros passos na fé de pessoas que a desconhecem ou se afastaram dela. 
Recordemos que o querigma é um anúncio direto, profético, testemunhal, que parte da experiência do Ressuscitado. Deve surgir de uma experiência, até certo ponto, vital e positiva, que não se pode contagiar e compartilhar dela a todo momento: “Não podemos calar o que vimos e ouvimos, o que as nossas mãos tocaram da Palavra de Vida.” (1 Jo 1,1). É uma evangelização caracterizada como ponto de partida, que “toca” e mobiliza a pessoa inteira, num processo de busca por aquilo que dá sentido à sua vida.
Os destinatários do primeiro anúncio são aqueles que se afastaram da fé. Contudo, o destinatário é também interlocutor que é escutado, que se vai aprendendo a conhecer, que tem direito à palavra, com quem se estabelece uma relação de amizade. Nesse sentido, quem anuncia deve também se deixar ensinar por aqueles aos quais se dirige e apreender com eles. Não se esqueça de que antes de alguém fazer o querigma, será precedido pelo Espírito de Cristo ressuscitado. 
Os lugares para realizar o querigma são todos aqueles onde se desenvolve a vida, nas periferias geográficas e existenciais, nos espaços de lazer, de trabalho, de cultura, de formação, de meios de comunicação, momentos de dor, morte e angústia, situações durante as quais as pessoas procuram um sentido maior para viver.  Mas também os espaços internos da comunidade cristã são chamados a ser destinos de primeiro anúncio na medida em que, conforme o Evangelho, devem ser acolhedores e permeáveis ao seu entorno social: as celebrações da comunidade cristã e suas atividades caritativas ou culturais.
As pessoas que se dispõem a realizar o querigma devem ter feito a experiência do encontro com o Senhor, se entender como suas discípulas e, por isso, são missionárias. Quem crê anuncia. Não são pessoas prontas ou “perfeitas” no discipulado, mas membros de uma comunidade, as quais desejam que outros participem da alegria de seguir “o Caminho, a Verdade a Vida”. Sem comunidade não existe querigma. Ninguém se torna cristão sem uma comunidade, nem pode receber um anúncio que não seja para iniciar uma vida comunitária de fé. As comunidades cristãs são portadoras do primeiro anúncio pelo seu estilo de vida, seu espírito, suas assembleias, suas celebrações, seus projetos e seus compromissos.
As formas para realizar o primeiro anúncio são múltiplas.  Pode ser de forma narrativa e testemunhal, que é quando quem anuncia narra sua própria história e desperta nos ouvintes o desejo de crer. Outra pode ser a forma querigmática, quando quem anuncia proclama a fé cristã de forma breve, inteligente e cativante, tudo ao mesmo tempo,  como ocorreu com o Eunuco ao ouvir a explicação das Escrituras dada por Filipe. Pode ter uma forma expositiva, um catecismo para adultos ou uma obra teológica que proporcione um primeiro contato com a fé e acabe suscitando o desejo de crer, como ocorreu com Edith Stein ao ler o livro de Santa Teresa. Também pode ser de forma dialógica, por meio de um debate, de um intercâmbio de argumentos entre pessoas que, juntas, se interrogam sobre o sentido da vida e se esforçam para dar razão às suas convicções. Igualmente pode ter uma forma litúrgica, como uma homilia que converteu Agostinho ao ouvir Ambrósio na Catedral de Milão. A liturgia cristã, frequentemente, é assistida por pessoas afastadas da fé e pode exercer, para elas, um papel de primeiro anúncio. 
Resta-nos esclarecer os pontos essenciais do querigma, isto é, o seu conteúdo específico.  Embora não seja absolutamente rígido, o querigma é constituído dos seguintes elementos ou passos:

1) O amor de Deus: É preciso ter clareza ao afirmar: “Deus te ama: te acolhe, tu és Dele, Ele quer o teu bem. Ninguém te ama como Ele”; 
2) O pecado: Na liberdade, todo ser humano tem a tentação de se afastar desse amor fundante. O pecado é a experiência de afastar-se da fonte da vida. O anunciador precisa dizer com segurança: “Tu não podes te salvar por ti mesmo: vê a experiência de finitude, a necessidade de ser salvo, de indigência? Como superar o vazio do coração humano diante de tantas experiências que temos ao longo da vida?”;
3) Jesus é a única resposta: “Ele te salvou e perdoou. Nele fomos reconciliados. Ele é nosso caminho, verdade e vida, nosso último sentido. Sua pessoa e sua vida são guias e sentido. Em sua páscoa, encontramos o centro da nossa vida”; 
4) Fé e conversão: é preciso aceitar o dom da salvação e se unir a Cristo, vê-lo como aquele que nos oferece e se nos oferece como o melhor exemplo de vida, como pessoa realizada, como verdadeira salvação;
5) O dom do Espírito: a promessa é para ti: Jesus continua presente em tua vida pelo seu Espírito; Deus conosco. O Espírito é presença e força de Deus em mim e em ti; e
6) A comunidade: Jesus está no irmão: “Cristo não é só para mim ou só para ti, mas para nós.” O encontro com Cristo leva ao encontro com o irmão, nos faz pertencer à família de Cristo: a Igreja.
 
Finalmente, quem propõe o querigma precisa estar intimamente convencido de que o Evangelho dá sentido a toda sua vida. E deve se sentir como um enviado de Deus.

Considere que a primeira evangelização dirige-se a pessoas que nos escutam livremente. Tudo o que faça pressão ou manipulação leva ao afastamento.

Tenha presente que não interessa tanto pegar no megafone e ir para os centros comerciais “vender” o Evangelho. É muito mais importante estar disponível para tanta gente que procura um sentido, uma esperança, uma espiritualidade. Seja acolhedor! Pondere os métodos variados! Há diferenças de idade, de cultura e de experiência religiosa, as quais devem ser respeitadas. Perceba o momento oportuno! Não tem muito sentido propor o Evangelho a pessoas que dele não querem saber. A essas pessoas, nessa fase, é preferível lançar interrogações capazes de pôr em causa as suas certezas.

Rito de Acolhida do Batizando 2016

O casal preparador acolhe os pais, padrinhos e convidados na porta da Igreja e conduze-os aos primeiros lugares. Explica como acontece o Rito Inicial, indica o folheto onde se encontra o ritual. Após o canto inicial, o sinal da cruz e a saudação inicial, um catequista do batismo apresenta a família da criança à comunidade.

Canto Inicial/ Sinal da Cruz / Saudação do Presidente

Cat.: Caríssimo Padre (Diácono ou Ministro), irmãos e irmãs desta comunidade, tenho uma grande alegria a comunicar. Hoje conheceremos mais uma (duas...) criança(s) que em breve receberá (ão) o Batismo.

P.Quem são os pais e padrinhos?

Cat. Aproximem-se os familiares das crianças que serão batizadas.

Os pais se colocam com a criança diante do altar de frente para quem preside a celebração.

P.Queridos pais e mães: vocês transmitiram a vida a esta(s) criança(s) e a(s) receberam como um Dom de Deus, um verdadeiro presente. Que nome vocês escolheram para esta criança?

Mãe: diz o nome da criança

P.Assim como Jesus acolhia as crianças, também quero, em nome da comunidade, receber o(a) filho(a) de vocês.

Se possível, quem preside acolhe nos braços a criança e mostrando-a para a comunidade diz:

P.Esta criança é uma bênção de Deus para a humanidade.

A comunidade se manifesta com aplauso.

P.Ó Pai, que pelo batismo nos tornais participantes de vossa família, abri nosso coração para receber vossa Palavra e vivê-la com alegria. Que todos nós sejamos um bom exemplo de cristão para esta criança.  Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

P.Prezados pais e padrinhos, pelo batismo esta criança fará parte desta família de Deus que é a Igreja. Esta é a nossa casa, esperamos que a partir de agora vocês sintam-se cada vez mais parte desta grande família. Vocês podem voltar aos bancos e continuar a celebrar conosco. No final da celebração eu convido as lideranças e toda comunidade para felicitar essa nova família que está se preparando para o batismo de sua criança.

Os familiares retornam aos lugares e a celebração prossegue como de costume.

Rito do Batismo de Crianças na Missa 2016

RITO DO BATISMO DE CRIANÇAS NA MISSA [Cf. “Texto Base” pg. 53]

I RITOS DE ACOLHIDA
(Pode ser feito junto a Porta da Igreja)

1. Comentário Inicial

Comentarista: Irmãos e irmãs, estamos reunidos para celebrar a presença de Jesus entre nós. Na missa, recordamos a paixão, morte e ressurreição de nosso redentor. Na Eucaristia e na Palavra, nos encontramos com Ele, nossa paz e nossa vida. Hoje, temos também a alegria de acolher pais e padrinhos das crianças que receberão o sacramento do batismo. Iniciemos nosso encontro com Jesus e com sua Igreja, cantando.

2. Canto de Entrada

3. Sinal da Cruz, saudação inicial

4. Pedido do Batismo

Catequista: Caros amigos e amigas chegou o grande dia de celebrar o batismo de (cita os nomes das crianças). Com muita alegria recebemos cada um de vocês. Somos a Igreja, a família de Deus que receberá mais filhos neste dia. Aproximem-se os pais:

P.: Queridos pais e mães, que pedem à Igreja de Deus para seus filhos e filhas?

Pais e mães:O batismo!

P.: Pelo Batismo estas crianças vão fazer parte da Igreja. Vocês querem ajuda-las a crescer na fé, observando os mandamentos e vivendo na comunidade dos seguidores de Jesus?

Pais e mães: Sim, queremos!

P.: Padrinhos e madrinhas, vocês estão dispostos a colaborar com os pais em sua missão?

Padrinhos e madrinhas: Sim, estamos!

P.: E todos vocês, queridos irmãos e irmãs aqui reunidos, querem ser uma comunidade de fé e amor para estas crianças?

Todos: Sim, queremos!

5. Sinal-da-cruz

P.: Nosso sinal é a cruz de Cristo. Por isso vamos marcar estas crianças com o sinal do Cristo Salvador. Assim, nós os acolhemos na comunidade cristã.

O sinal-da-cruz na fronte das crianças é feito por quem preside, pelos pais e padrinhos.

6. Hino do Glória (conforme tempo litúrgico)

7. Oração Coleta

II LITURGIA DA PALAVRA

8. Leituras, salmo e Evangelho como previsto para o dia.

  1. Homilia Breve
  2. Oração dos fiéis

P.: Irmãos e irmãs, supliquemos a misericórdia de Deus por estas crianças, por suas famílias, padrinhos e Madrinhas, e por todo o povo de Deus, dizendo:

T – Lembrai-vos, Senhor!

L – Das Crianças que hoje renascem da água e do Espírito, e das famílias que apresentam seus filhos para receber a vida nova do batismo:

T – Lembrai-vos, Senhor!

L – Dos padrinhos e madrinhas que assumem o compromisso de ajudar seus afilhados a crescer na fé e desta comunidade que acolhe estas crianças como pedras vivas e escolhidas de vossa Igreja:

T – Lembrai-vos, Senhor!

L – Dos pastores e ministros, servidores da graça e do amor de Deus e de todo o povo batizado, testemunha do Evangelho:

T – Lembrai-vos, Senhor!

L – De todas as pessoas que na comunidade se dedicam a missão evangelizadora e de todas os que promovem a justiça e a paz no mundo:

T – Lembrai-vos, Senhor!

Catequista – Santa Maria, Mãe de Deus, Rogai por nós!

Catequista – São João Batista,

Catequista – São José,

Catequista – São Pedro e São Paulo,

Catequista – Santa Maria Madalena,

Catequista – Todos os santos e santas de Deus.

11. Oração e Imposição das mãos

(quem preside, os pais e padrinhos impõem as mãos sobre a cabeça da criança e fazem uma oração em silêncio. Após alguns instantes, quem preside reza com as mãos estendidas)

P.: Deus da vida e do amor, vós enviastes vosso filho Jesus ao mundo para nos libertar do pecado e da morte. Afastai destas crianças todo o mal e ajudai-as a combater o bom combate. Como templos vivos do Espírito Santo, manifestem as maravilhas do vosso amor. Por Cristo, nosso Senhor. Todos: Amém.

12. Unção pré-batismal (em se tratando de grande número de crianças omite-se as orações abaixo e realiza-se apenas a unção no peito da criança com a frase que segue)

P.: Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque, no vosso imenso amor, criastes o mundo para nossa habitação. Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque criastes a oliveira, cujos ramos anunciaram o final do dilúvio e o surgimento de uma nova humanidade. Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque, através do óleo, fruto da oliveira, fortaleceis vosso povo para o combate da fé.

Todos: Bendito seja Deus para sempre!

P.: Ó Deus proteção de vosso povo, que fizestes do óleo, vossa criatura, um sinal de fortaleza: (abençoai + este óleo e) concedei a estas crianças a força, a sabedoria e as virtudes divinas, para que sigam o caminho do Evangelho de Jesus, tornem-se generosas no serviço do Reino e, dignas da adoção filial, alegrem-se por terem renascido no batismo e pertencerem à vossa Igreja. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém.

P.: O Cristo Salvador lhes dê a sua força. Que ela penetre em suas vidas como este óleo em seus peitos.

P.: O Cristo Salvador lhes dê a sua força. Que ela penetre em suas vidas como este óleo em seus peitos.

III LITURGIA SACRAMENTAL DO BATISMO
(Junto a Pia Batismal)

8. Oração sobre a água

P.: Meus irmãos e minhas irmãs, sabemos que Deus quis servir-se da água para dar sua vida aos que crêem. Unamos nossos corações, suplicando ao Senhor Que derrame sua graça sobre os seus escolhidos. (breve silêncio)

Ó Deus, pelos sinais visíveis dos sacramentos realizais maravilhas invisíveis. Ao longo da historia da salvação Vós vos servistes da água para fazer-nos conhecer a graça do batismo. Já na origem do mundo Vosso Espírito pairava sobre as águas Para que elas concebessem a fora de santificar.  Todos: Fontes do Senhor, bendizei o Senhor!

Nas águas do dilúvio, prefigurastes o nascimento da nova humanidade, de modo que a mesma água sepultasse os vícios e fizesse nascer a santidade. Concedestes aos filhos de Abraão atravessar o mar vermelho a pé enxuto para que, livres da escravidão, prefigurassem o povo nascido na água do batismo.

Todos: Fontes do Senhor, bendizei o Senhor!

Vosso filho, ao ser batizado nas águas do Jordão, foi ungido pelo Espírito Santo. Pendente da cruz, do seu coração aberto pela lança, fez correr sangue e água. Após sua ressurreição, ordenou aos apóstolos: “Ide, fazei todos os povos discípulos meus batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.

Todos: Fontes do Senhor, bendizei o Senhor!

Olhai agora, ó Pai, a vossa Igreja e fazei brotar para ela a água do batismo. Que o Espírito Santo dê por esta água a graça de Cristo, a fim de que homem e mulher, criados à vossa imagem, sejam lavados da antiga culpa pelo batismo e renasçam pela água e pelo Espírito Santo para uma vida nova.  Quem preside toca na água , dizendo:

Nós vos pedimos, ó Pai, que por vosso Filho desça sobre esta água a força do Espírito Santo. E todos os que, pelo batismo, forem sepultados na morte com Cristo, ressuscitem com ele para a vida. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém.

9. Promessas do Batismo

P.: Caros pais e padrinhos, o amor de Deus vai infundir nestas crianças uma vida nova, nascida da água pelo poder do Espírito Santo. Se vocês estão dispostos a educá-las na fé, renovem agora suas promessas batismais:

P.: Para viver na liberdade dos filhos de Deus, vocês renunciam ao pecado?

Pais e padrinhos: Renuncio.

P.: Para viver como irmãos, vocês renunciam a tudo o que causa desunião?

Pais e padrinhos: Renuncio.

P.: Para seguir Jesus Cristo, vocês renunciam ao demônio, autor e principio do pecado?

Pais e padrinhos: Renuncio.

P.: Vocês acreditam em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra?

Pais e padrinhos:  Creio

P.: Vocês acreditam em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que nasceu da Virgem Maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e subiu ao céu?

Pais e padrinhos: Creio

P.: Vocês acreditam no Espírito Santo, Senhor e fonte de vida?

Pais e padrinhos: Creio

P.: Vocês acreditam na santa Igreja católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição dos mortos e na vida eterna?

Pais e padrinhos: Creio

P.: Esta é a nossa fé, que da Igreja recebemos e sinceramente professamos, razão de nossa alegria em Cristo nosso Senhor. Todos: Amém.

10. Batismo

P.: Caros pais, Vocês querem que N. seja batizado(a) na fé da Igreja que acabamos de professar?

Pais e padrinhos: Queremos.

Quem preside batiza a criança, dizendo:

  1. N., EU TE BATIZO EM NOME DO PAI, E DO FILHO, E DO ESPÍRITO SANTO.

Todos: Amém.

Enquanto se batiza pode-se cantar: Banhados em Cristo, somos uma nova criatura. As coisas antigas já se passaram somos nascidos de novo. Aleluia, aleluia, aleluia.

11. Unção pós-batismal(pode ser omitida quando for um grande número de batizados)

P.: Queridas crianças, pelo batismo, Deus Pai as libertou do pecado e vocês renasceram pela água e pelo Espírito Santo. Agora fazem parte do povo de Deus. Que ele as consagre com o óleo santo para que, inseridas em Cristo, sacerdote, profeta e rei, continuem o seu povo até a vida eterna. Todos: Amém.

12. Veste batismal

P.: Queridas crianças, vocês nasceram de novo e se revestiram do Cristo; por isso, trazem a veste batismal. Que seus pais e padrinhos os ajudem por sua palavra e exemplo a conservar a dignidade de filhos e filhas de Deus até a vida eterna. Todos:Amém.

13. Rito da Luz

PP.: Convidamos os pais para acenderem a vela no Círio Pascal.

(pode-se cantar: Ó luz do Senhor, que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em mim).

P.: Queridas crianças, vocês foram iluminadas por Cristo para se tornarem luz do mundo. Com a ajuda de seus pais e padrinhos, caminhem como filhos e filhas da luz.

Todos: Amém.

Podem apagar as velas e retornar aos lugares, para continuarmos a celebração Eucarística. Toda comunidade é convidada a manifestar a alegria por estes novos irmãos em Cristo que foram batizados. Salva de palmas.

 

IV LITURGIA EUCARÍSTICA

Segue a missa como de costume.

Rito do Batismo de Crianças fora da Missa 2016

RITO DO BATISMO DE CRIANÇAS FORA DA MISSA
[Cf. Texto Base pg. 47]

I RITOS DE ACOLHIDA
(Junto a Porta da Igreja)

Catequista: Caros amigos e amigas chegou o grande dia de celebrar o batismo de (cita os nomes das crianças). Com muita alegria recebemos cada um de vocês. Somos a Igreja, a família de Deus que receberá mais filhos neste dia. Hoje a festa de vocês é nossa festa. Vamos juntos participara desse momento inesquecível na vida destas crianças.

Pode-se cantar : Sim, nós somos a Igreja. Somos assembleia que Deus convocou!

1. Pedido do Batismo

P.: Queridos pais e mães, que pedem à Igreja de Deus para seus filhos e filhas?

Pais e mães: O batismo!

P.: Pelo Batismo estas crianças vão fazer parte da Igreja. Vocês querem ajuda-las a crescer na fé, observando os mandamentos e vivendo na comunidade dos seguidores de Jesus?

Pais e mães: Sim, queremos!

P.: Padrinhos e madrinhas, vocês estão dispostos a colaborar com os pais em sua missão?

Padrinhos e madrinhas: Sim, estamos!

P.: E todos vocês, queridos irmãos e irmãs aqui reunidos, querem ser uma comunidade de fé e amor para estas crianças?

Todos: Sim, queremos!

2. Sinal-da-cruz

P.: Nosso sinal é a cruz de Cristo. Por isso vamos marcar estas crianças com o sinal do Cristo Salvador. Assim, nós os acolhemos na comunidade cristã.

O sinal-da-cruz na fronte das crianças é feito por quem preside, pelos pais e padrinhos.

P.: Ó Deus, por vosso amor, participamos do mistério da paixão e ressurreição de vosso Filho Jesus Cristo. Fortalecei-nos no Espírito Santo para que caminhemos na vida nova. Por Jesus Cristo, nosso Senhor. Todos:Amém.

Segue a procissão até a mesa da Palavra.

Pode-se cantar: Tua  Palavra é lâmpada para os meus pés, Senhor, lâmpada para meus pés Senhor, luz para o meu caminho.

II LITURGIA DA PALAVRA

(Junto à mesa da Palavra)

3. Evangelho

P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus (28, 18-20)

Todos: Glória a Vós, Senhor.

P.: Naquele tempo, Jesus aproximou-se e falou aos seus discípulos: “Toda a autoridade me foi dada no céu e sobre a terra. Portanto, ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei! Eis que estrei convosco todos os dias, até o fim do mundo”.

Palavra da Salvação.

Todos: Glória a Vós, Senhor.

4. Homilia

5. Oração dos fiéis

P.: Irmãos e irmãs, supliquemos a misericórdia de Deus por estas crianças, por suas famílias, padrinhos e Madrinhas, e por todo o povo de Deus, dizendo:

T – Lembrai-vos, Senhor!

L – Das Crianças que hoje renascem da água e do Espírito, e das famílias que apresentam seus filhos para receber a vida nova do batismo:

T – Lembrai-vos, Senhor!

L – Dos padrinhos e madrinhas que assumem o compromisso de ajudar seus afilhados a crescer na fé e desta comunidade que acolhe estas crianças como pedras vivas e escolhidas de vossa Igreja:

T – Lembrai-vos, Senhor!

L – Dos pastores e ministros, servidores da graça e do amor de Deus e de todo o povo batizado, testemunha do Evangelho:

T – Lembrai-vos, Senhor!

L – De todas as pessoas que na comunidade se dedicam a missão evangelizadora e de todas os que promovem a justiça e a paz no mundo:

T – Lembrai-vos, Senhor!

Catequista – Santa Maria, Mãe de Deus, Rogai por nós!

Catequista – São João Batista,Rogai por nós!

Catequista – São José,Rogai por nós!

Catequista – São Pedro e São Paulo,Rogai por nós!

Catequista – Santa Maria Madalena,Rogai por nós!

Catequista – Todos os santos e santas de Deus.Rogai por nós!

6. Oração e Imposição das mãos

(quem preside, os pais e padrinhos impõem as mãos sobre a cabeça da criança e fazem uma oração em silêncio.
Após alguns instantes, quem preside reza com as mãos estendidas)

P.: Deus da vida e do amor, vós enviastes vosso filho Jesus ao mundo para nos libertar do pecado e da morte. Afastai destas crianças todo o mal e ajudai-as a combater o bom combate. Como templos vivos do Espírito Santo, manifestem as maravilhas do vosso amor. Por Cristo, nosso Senhor. Todos: Amém.

7. Unção pré-batismal (em se tratando de grande número de crianças omite-se as orações abaixo e realiza-se apenas a unção no peito da criança com a frase que segue)

P.: Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque, no vosso imenso amor, criastes o mundo para nossa habitação. Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque criastes a oliveira, cujos ramos anunciaram o final do dilúvio e o surgimento de uma nova humanidade. Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque, através do óleo, fruto da oliveira, fortaleceis vosso povo para o combate da fé.

Todos: Bendito seja Deus para sempre!

P.: Ó Deus proteção de vosso povo, que fizestes do óleo, vossa criatura, um sinal de fortaleza: (abençoai + este óleo e)concedei a estas crianças a força, a sabedoria e as virtudes divinas, para que sigam o caminho do Evangelho de Jesus, tornem-se generosas no serviço do Reino e, dignas da adoção filial, alegrem-se por terem renascido no batismo e pertencerem à vossa Igreja. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém.

P.: O Cristo Salvador lhes dê a sua força. Que ela penetre em suas vidas como este óleo em seus peitos.

III LITURGIA SACRAMENTAL

(Junto à Pia Batismal)

8. Oração sobre a água

P. Meus irmãos e minhas irmãs, sabemos que Deus quis servir-se da água para dar sua vida aos que crêem. Unamos nossos corações, suplicando ao Senhor Que derrame sua graça sobre os seus escolhidos.    (breve silêncio)

Ó Deus, pelos sinais visíveis dos sacramentos realizais maravilhas invisíveis. Ao longo da historia da salvação Vós vos servistes da água para fazer-nos conhecer a graça do batismo. Já na origem do mundo Vosso Espírito pairava sobre as águas Para que elas concebessem a fora de santificar.  Todos: Fontes do Senhor, bendizei o Senhor!

Nas águas do dilúvio, prefigurastes o nascimento da nova humanidade, de modo que a mesma água sepultasse os vícios e fizesse nascer a santidade. Concedestes aos filhos de Abraão atravessar o mar vermelho a pé enxuto para que, livres da escravidão, prefigurassem o povo nascido na água do batismo.

Todos: Fontes do Senhor, bendizei o Senhor!

Vosso filho, ao ser batizado nas águas do Jordão, foi ungido pelo Espírito Santo. Pendente da cruz, do seu coração aberto pela lança, fez correr sangue e água. Após sua ressurreição, ordenou aos apóstolos: “Ide, fazei todos os povos discípulos meus batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.

Todos: Fontes do Senhor, bendizei o Senhor!

Olhai agora, ó Pai, a vossa Igreja e fazei brotar para ela a água do batismo. Que o Espírito Santo dê por esta água a graça de Cristo, a fim de que homem e mulher, criados à vossa imagem, sejam lavados da antiga culpa pelo batismo e renasçam pela água e pelo Espírito Santo para uma vida nova.  Quem preside toca na água , dizendo:

Nós vos pedimos, ó Pai, que por vosso Filho desça sobre esta água a força do Espírito Santo. E todos os que, pelo batismo, forem sepultados na morte com Cristo, ressuscitem com ele para a vida. Por Cristo, nosso Senhor. Todos: Amém.

9. Promessas do Batismo

P. Caros pais e padrinhos, o amor de Deus vai infundir nestas crianças uma vida nova, nascida da água pelo poder do Espírito Santo. Se vocês estão dispostos a educá-las na fé, renovem agora suas promessas batismais:

Para viver na liberdade dos filhos de Deus, vocês renunciam ao pecado?

Pais e padrinhos: Renuncio.

P. Para viver como irmãos, vocês renunciam a tudo o que causa desunião?

Pais e padrinhos: Renuncio.

P. Para seguir Jesus Cristo, vocês renunciam ao demônio, autor e principio do pecado?

Pais e padrinhos: Renuncio.

P.: Vocês acreditam em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra?

Pais e padrinhos: Creio

P.: Vocês acreditam em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que  nasceu da  Virgem Maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e subiu ao céu?

Pais e padrinhos: Creio

P.: Vocês acreditam no Espírito Santo, Senhor e fonte de vida?

Pais e padrinhos.: Creio

P.: Vocês acreditam na santa Igreja católica, na comunhão dos santos, na remissão dos  pecados, na ressurreição dos mortos e na vida eterna?

Pais e padrinhos: Creio

P.: Esta é a nossa fé, que da Igreja recebemos e sinceramente professamos, razão de nossa alegria em Cristo nosso Senhor.  Todos: Amém.

10. Batismo

P. Caros pais, Vocês querem que N. seja batizado(a) na fé da Igreja que acabamos de professar?  

Pais e padrinhos: Queremos.

Quem preside batiza a criança, dizendo:

P.: N., EU TE BATIZO EM NOME DO PAI, E DO FILHO, E DO ESPÍRITO SANTO.

Todos: Amém.

Enquanto se batiza pode-se cantar: Banhados em Cristo, somos uma nova criatura. As coisas antigas já se passaram somos nascidos de novo. Aleluia, aleluia, aleluia.

11. Unção pós-batismal (pode ser omitida quando for um grande número de batizados)

P.: Queridas crianças, pelo batismo, Deus Pai as libertou do pecado e vocês renasceram pela água e pelo Espírito Santo. Agora fazem parte do povo de Deus. Que ele as consagre com o óleo santo para que, inseridas em Cristo, sacerdote, profeta e rei, continuem o seu povo até a vida eterna. Todos: Amém.

12. Veste batismal

P.: Queridas crianças, vocês nasceram de novo e se revestiram do Cristo; por isso, trazem a veste batismal. Que seus pais e padrinhos os ajudem por sua palavra e exemplo a conservar a dignidade de filhos e filhas de Deus até a vida eterna.   Todos:Amém.

13. Rito da Luz

P.: Convidamos os pais para acenderem a vela no Círio Pascal. 

(pode-se cantar: Ó luz do Senhor, que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em mim).

P.: Queridas crianças, vocês foram iluminadas por Cristo para se tornarem luz do mundo. Com a ajuda de seus pais e padrinhos, caminhem como filhos e filhas da luz. 

Todos: Amém.

V  Ritos Finais
Junto ao altar

14. Oração do Senhor

P.: Irmãos e irmãs, estas crianças que foram batizadas são chamadas, em Cristo, a viver plenamente como filhos e filhas de Deus Pai. Na alegria de estarmos reunidos em família, invoquemos nosso Pai rezando:     Pai nosso... (apagam-se as velas)

15. Bênção

P.: Ó Deus de bondade, abençoai as mães destas crianças, para que sejam felizes vendo seus filhos crescer em idade, sabedoria e graça em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Todos: Amém.

P.: Ó Deus de amor, abençoai os pais destas crianças, a fim de que, unidos às suas esposas, tenham a alegria de oferecer condições de vida digna para seus filhos e o incentivo da fé, em Cristo Jesus, nosso Senhor. Todos: Amém.

P.: Ó Deus da vida, abençoai os padrinhos e as madrinhas destas crianças, para que sejam membros vivos do vosso povo, e concedei-lhes sempre a vossa paz, em Cristo Jesus, nosso Senhor. Todos: Amém.

P.: Desça sobre todos aqui reunidos a bênção do Deus rico em misericórdia: Pai, e Filho, e Espírito Santo. Todos: Amém.

Batismos realizados no 4º (quarto) domingo do mês, às 10h, (exceto, festas das padroeiras, Salette e Santa Rita de Cássia).

Procedimentos:
- Na secretaria paroquial, inscrição do Batismo, com a Certidão de Nascimento da criança;
- Nome dos padrinhos;
- Comprovante de endereço.

Passos:
* Preparação do Batismo com a família.
* Apresentação da criança à Comunidade na Igreja.
* Batizado na Igreja.
* Após batizado, visita do catequista para a entrega da lembrança.

INFORMAÇÕES SOBRE SACRAMENTOS

Batismo

Casamento

Catequese

Crisma

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA SALETTE

Atendimento: (51) 3347-4281
Professora Cecy Cordeiro Tofehrn, 844

Porto Alegre - RS
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.